sexta-feira, 15 de maio de 2009

Miguel Servet X João Calvino


Fuçando a net, achei esse texto muito interessante sobre João Calvino e Miguel Servet. Estou postando ele aqui com os devidos créditos.

Tenho amigos calvinistas que são muito legais. Não tenho nada contra eles, mas não nutro nenhuma admiração por João Calvino. Acho-o equivocado na questão de predestinação do homem (muitos consideram um avanço para a civilização ocidental) e fiquei chocado com o comportamento dele no caso de Miguel Servet.

Miguel Servet era um estudioso destacado em seu tempo. Ele é conhecido por sua obra teológica e medicinal. O cara era bom em muitas disciplinas. E era precoce. Foi fazer faculdade de Direito na Universidade de Toulouse, França, aos 16 anos. Se quiserem saber mais sobre o sujeito vejam no Wikipédia o link é http://pt.wikipedia.org/wiki/Miguel_Servet Vale a pena dar uma conferida também na história de João Calvino relacionada a Miguel Servet. Vemos ali que Servet discordava – como eu também discordo – da doutrina da Trindade. Acho que todo mundo conhece a tal doutrina. Mas, por via das dúvidas aqui vai: "dogma da união de três pessoas distintas em um só Deus" (Mini Aurélio). No caso do "cristianismo", costuma-se dizer que Pai + Filho + Espírito Santo = Deus. Servet e eu discordamos disso. Temos certeza de que o Pai é uma pessoa distinta do Filho e que o espírito santo não é uma pessoa. Não há NADA na Bíblia que indique a existência de uma trindade.Servet foi tão contundente, tão claro e objetivo ao PROVAR que a doutrina da trindade é antibíblica que trocou correspondência com Calvino até que Calvino se viu sem argumentos para contestá-lo.Calvino ameaçou Servet e disse para ele não voltar a Genebra. O problema é que a doutrina da trindade é defendida tanto por católicos quanto por protestantes. Logo, Servet estava sozinho nessa empreitada. Mas, ele deve ter pensado que entre os protestantes ele estaria mais seguro do que com os católicos. Afinal, até hoje se fala da Inquisição como sendo uma prática do catolicismo. Servet viria a descobrir que protestantes como Calvino podiam ser tão ou mais intolerantes que os antigos papas em Roma.

Chegando em Genebra, Calvino fez com que Servet fosse preso e executado: Queimado vivo numa estaca pelos protestantes e um boneco seu foi queimado numa fogueira católica. Tudo por Servet não apoiar a doutrina da trindade.A última carta de Servet ainda na prisão terminava assim: "Miguel Servet, sozinho, mas confiante na certíssima proteção de Cristo". E de fato ele estava sozinho naquele tempo. Tanto católicos quanto protestantes estavam de acordo na execução de Servet.

Servet sabia o perigo que corria. Lançou um tratado escrito De Trinita – Os erros da Trindade e estava disposto a pagar o preço pelo que acreditava: A Bíblia. A Bíblia pura e simples. Sem "viagens" teológicas e filosóficas que só obscurecem o derradeiro sentido das escrituras.

Fico me perguntando se eu teria essa mesma disposição. Será que eu morreria por um conceito que acredito ser verdadeiro? Ou deixaria que me "convencessem" do contrário para poupar minha vida?Em tempos de relativismo, parece tolo se perguntar isso. Só espero não ir pra "fogueira" por não crer na Trindade.


Fonte: http://blogildoblogger.blogspot.com/2007/03/miguel-servet-x-joo-calvino.html

2 comentários:

CadsPedagogo disse...

Parabéns Marla pela postagem. Como você e Miguel Servet, eu também não acredito na existência de uma Trindade divina. Me baseio no dito de Jesus em João 17:3.
Minha cara, por tal argumento fui expulso da igreja que congregava e já os dito "irmãos", não falam mais comigo.
Digo a mesma ciosa que tu, será que eu teria coragem de morrer por afirmar esta verdade? Tenho continuamente trabalhado por minha salvação e propagado esta verdade de que não existe uma Trindade.
Se vier a morrer por tal, não terei medo.
Abraços cordiais em Cristo.

Geraldo disse...

A única trindade que eu conheço e o famoso 3x1. Toca-discos, toca-fitas e radio em um aparelho só . Ahhh...ja ia me esquecendo. O trio elétrico, isto e: direção hidráulica, vidros elétricos e radio.